AJUDE ESSA OBRA


COMO NOSSA SENHORA SUBIU AO CÉU - Assunção de Nossa Senhora


Relatos da Bem Aventurada Anna Catharina Emmerich sobre a morte e Assunção de Nossa Senhora

"O ano 48 depois do nascimento do Cristo é o ano da morte de Maria; morreu 13 anos e dois meses depois da ascensão de Jesus. 
A morte da Santíssima Virgem foi um acontecimento cheio de tristeza, mas também de consolação (...) 
Quando a Santíssima Virgem, ao cair da tarde, sentiu aproximar-se-lhe o fim, quis despedir-se dos Apóstolos, discípulos e mulheres presentes e dar-lhes a bênção, conforme a vontade de Jesus (...) 
Pedro aproximou -se e administrou-lhe o santo Sacramento da Extrema Unção, quase do mesmo modo como se faz hoje. Depois lhe deu o Santíssimo Sacramento (...) 
Vi então uma visão maravilhosa e comovedora. O teto por cima do quarto de Maria desaparecera; o candeeiro estava suspenso no ar; vi, pelo céu aberto, a Jerusalém celeste. Desciam dois planos brilhantes, como nuvens luminosas, nas quais apareciam muitos rostos de anjos (...) 
Assim a vi entrar na glória do céu, esquecendo-me totalmente dos que lhe rodeavam o corpo na terra. Alguns Apóstolos, por exemplo, Pedro e João, devem tê-lo visto também, pois tinham o olhar dirigido para o céu. Os demais estavam de joelhos e inclinados profundamente (...) 
Vi com grande alegria, numerosas almas temidas do purgatório seguirem a alma de Maria, quando entrou no céu e também hoje na festa da Assunção, vi entrar muitas almas no céu, entre as quais algumas que conheci (...) 
Descia, porém, uma larga faixa de luz do céu até o rochedo do sepulcro e nela vi um esplendor dentre círculos, de anjos e almas, que rodeavam a aparição de Nosso Senhor Jesus Cristo e da alma gloriosa de Maria. A aparição de Jesus com os sinais resplandecentes das Chagas, pairava diante dela. Em redor da alma de Maria, vi no círculo interior de luz, figuras de crianças, no segundo círculo pareciam meninos de seis anos e no círculo exterior jovens adultos (...) Assim não vi a Santíssima Virgem morrer e subir ao céu de modo comum; mas primeiramente se lhe tirou da terra a alma e depois também o corpo (...) 
Hoje, à noite (15 de Agosto), permaneciam ainda os Apóstolos em oração e pranto na sala. As mulheres já se tinham deitado. Então vi chegarem o Apóstolo Tomé e dois companheiros. Um desses tinha o nome de Jonatan e era parente da Sagrada Família. Oh! Como ficaram aflitos, ao ver que tinham chegado tarde! Tomé chorou com o uma criança, quando ouvir narrar a morte de Maria (...)
Depois manifestaram Tomé e Jonatan desejos de ver o sepulcro da Santíssima Virgem. Os apóstolos acenderam lanternas, firmadas sobre paus e todos foram a caminho da Via Sacra de Maria, em direção ao sepulcro. 
Chegados ao rochedo do sepulcro, ajoelharam-se todos em volta. Tomé e Jonatan, porém, correram à entrada; João os seguiu-os. Então entraram e fizeram convergir a luz para dentro e viram, com espanto e comoção, os lençóis mortuarios vazios, ainda na mesma posição em que lhe tinham envolvido o corpo. O corpo glorificado de Maria, porém, não estava mais na terra."

Comentários